Dica de mestre - Descrevendo uma ação | Help RPG
Carregando...

Dica de mestre - Descrevendo uma ação

Os jogadores dependem totalmente do Mestre. Se ele descrever algo de forma incompleta ou sem detalhes, os jogadores não conseguirão entender o que está acontecendo no mundo do jogo. Embora isso seja importante a qualquer momento durante a condução do jogo, nos combates a descrição se torna crucial.

Dica de mestre - Descrevendo uma ação
Dica de mestre - Descrevendo uma ação
Suas descrições de cada ação, da localização dos objetos e participantes importantes e o ambiente geral são essenciais para a capacidade dos jogadores tomarem decisões inteligentes para seus personagens. Por isso, é necessário esclarecer todos os elementos. Permita que os jogadores façam perguntas e responda-as com a maior exatidão possível. 

Indique cada personagem especificamente. Se o Mestre chama um PdM de “aquele cara”, os jogadores não vão entender a quem ele está se referindo. Se um monstro estiver atacando, descreva seus chifres, seus dentes ou suas garras para que os jogadores compreendam o que o oponente está fazendo.

Se os jogadores aparentemente não entenderam algo que você descreveu, repita. Muitas vezes, informações importantes são perdidas entre várias descrições. Não hesite em repetir que o fosso emana calor ou que a cada vez que o dragonado se move, o chão treme e a poeira se ergue do chão. O pior que pode acontecer é os jogadores se lembrarem da importância dessas afirmações e reagir adequadamente.

Quando um personagem se move, acrescente informações do cenário. Diga: “A mantícora se afasta da abertura na parede, que exala um odor desagradável”, ou “o bárbaro aproxima-se ainda mais do poço”, ou “o estrangulador desliza lentamente pelo piso irregular”. Quando um personagem utiliza um objeto, descreva-o. “O guerreiro avança com um golpe de sua adaga de lâmina curva” soa bem melhor que “ele causa 3 pontos de dano”.

O tom de suas descrições controla o ritmo de um encontro e o clima que ele projeta sobre o grupo. Se o Mestre falar depressa intencionalmente, ele acrescentará intensidade à ação. Se a entonação for frenética, o clima da cena será urgente e desesperado. Quase sempre, será interessante adicionar um pouco de mímica às suas descrições. Se o oponente de um PJ ergue sua espada larga acima da cabeça para golpeá-lo, levante as mãos como se estivesse segurando o cabo da arma. Quando alguém sofre um ferimento grave em combate, encolha-se com uma expressão de dor. Se os PJs estiverem enfrentando um gigante, levante-se quando ele age, olhando de cima para baixo para os jogadores.

Frequentemente, é difícil evitar as frases “Você errou. Ele acertou. Você sofre 12 pontos de dano”. De vez em quando, não há problemas. Descrições verbais longas podem se tornar enfadonhas para formular e ouvir, e os efeitos mecânicos são mais importantes no jogo. Entretanto, essa deve ser a exceção, não a regra. Na maioria das vezes, a melhor descrição seria “ele se esquiva e golpeia com sua espada, infligindo 12 pontos de dano”. Em geral, é melhor descrever o dano sendo infligido em vez de sofrido. “As garras dilaceram seu corpo, causando 8 pontos de dano” implica uma alegoria interessante, mas “você sofre 8 pontos de dano” não tem muito significado.

Lembre-se também que um ataque que não inflige dano nem sempre significa um golpe fracassado no sentido literal. Os personagens que utilizem armaduras pesadas são atingidos com frequência, mas são protegidos pelo equipamento. Se você disser “A espada curta do inimigo é desviada por sua armadura de batalha”, estará descrevendo a ação de forma apropriada e ainda fazendo com que o jogador valorize sua decisão de gastar mais dinheiro com uma armadura melhor.

Você joga RPG de mesa? Conheça nossos utilitários: https://utilitariosrpg.com.br

Fonte original: Livro do Mestre 3.5 página: 21
Reações: 
Livro do Mestre 2642403993092487605

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

Translate

Publicidade

Curta nossa página

Top 10 da semana

Posts sorteados

Arquivos do Help RPG