Dica de Mestre - Arbitrando Ações Preparadas | Help RPG
Carregando...

Dica de Mestre - Arbitrando Ações Preparadas

As ações preparadas são bastante flexíveis e obrigam o Mestre a exigir dos jogadores a maior quantidade de detalhes específicos possível para evitar conflitos. 

Dica de Mestre - Arbitrando Ações Preparadas


Se um personagem prepara uma magia para ser conjurada assim que um oponente se aproximar, precisara especificar a magia exata — e o Mestre teria razão em fazer o jogador identificar um oponente específico (caso esteja ciente dele no momento) ou qualquer um proveniente de determinada direção.

Se o personagem especificar uma ação preparada e então decidir não executá- la quando a condição surgir, a regra padrão lhe permite manter essa ação preparada. Como os combates geralmente são confusos e rápidos, o Mestre poderia ser um pouco mais severo com esse personagem (que preparou uma ação e não a executou quando teve a oportunidade). 

Existem duas opções:

  1. Permitir ao personagem desistir da ação, mas perder a ação preparada.
  2. Permitir ao personagem realizar um teste de Sabedoria (CD 15) para evitar executar a ação preparada. Portanto, se um personagem estiver mirando sua besta numa porta (por precaução), seria preciso um teste de Sabedoria para não dispará-la quando seu aliado atravessá-la. Um teste bem-sucedido significa que ele não atirou no seu amigo e ainda está preparado para atingir o carniçal em seu encalço. Um fracasso fará o PJ executar a ação preparada e atirar na primeira criatura que atravessar a porta — seu aliado.

Os jogadores astutos descobrirão que geralmente é melhor ser especifico em vez de fazer uma declaração geral. Se o personagem estiver protegendo uma porta com sua besta, poderia dizer “Eu atiro no primeiro inimigo que atravessar a porta”. 

Embora os jogadores possam se beneficiar ao serem específicos, o Mestre poderia determinar que algumas condições são especificas demais. “Eu protejo a porta com minha besta para atirar no primeiro carniçal não ferido que passar por ela” pode ser especifico demais já que não é necessariamente fácil diferenciar um carniçal ferido de um inteiro, quando o julgamento precisa ser feito em um instante. No fim, a palavra do Mestre é definitiva.

Não permita aos jogadores usar uma ação preparada fora do combate. Embora todos os exemplos acima sejam plausíveis durante um confronto, não deveria ser possível ao jogador usar a ação preparada para proteger uma porta em qualquer situação diferente. 

Na mecânica do jogo, isso não significa que o personagem não consegue proteger a porta fora do combate, apenas que ele não será surpreendido caso alguma coisa a atravesse e, então, durante a rodada surpresa, terá a oportunidade de disparar sua arma. Caso contrário, ele seria obrigado a verificar a Iniciativa normalmente.

Livro do Mestre, página 26

Reações: 
Livro do Mestre 5498426193193857712

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

Translate

Publicidade

Curta nossa página

Top 10 da semana

Posts sorteados

Arquivos do Help RPG