Dica de mestre - Ambiente de campanha: Plague-Mort | Help RPG
Carregando...

Dica de mestre - Ambiente de campanha: Plague-Mort

Um pântano urbano inflamado, Plague-Mort é uma extensa fossa envelhecida com perigo e traição, onde um único erro é julgado com morte sumaria.

Dica de mestre - Ambiente de campanha: Plague-Mort
Dica de mestre - Ambiente de campanha: Plague-Mort


Aproximadamente 50.000  Demônios e cria de demônios constituem a maior parte da população da cidade, mas um número considerável de membros das raças mortais também moram em Plague-Mort.

Governo

Um demônio com o título de Arquietor (regente) governa em uma grande residência de torres douradas no centro da cidade.

Plague-Mort não tem prisão ou tribunais. Os Hounds (algozes demônios), constituem uma milícia de brutos demoníacos, que garante a ordem, atuando como juiz, júri e carrasco. Qualquer pessoa que esteja causando problemas é desmembrada no local, e uma trilha de cadáveres se alinha no caminho de patrulha em cada dia.

Pousadas e tabernas administradas por mortais condenados a viver suas vidas em PlagueMort, o Olho do Dragão, oGolden Griffon, e o Bell and Whistle são razoavelmente lugares de descanso seguros para forasteiros e aventureiros.

Suprimentos

As melhores lojas e barracas estão em Merchant’s Row. Armas de alta qualidade podem ser adquiridas a preços razoáveis . O proprietário do Poisoner’s Phial é um talentoso boticário, embora seus preços sejam exorbitantes, pois não possuem uma saídas de venda de venenos, já que os nativos dali são imune a todos os tipos de veneno, então ele só trabalha sob encomenda.  O Magos visitantes que possuem domínio a construção de itens mágicos, são muito respeitado,  e frequentemente levados ao Arquietor para receberem as boas vindas. 

Plague-Mort é um dos poucos lugares no Abismo onde a reverência aberta às divindades astrais é tolerada. Porém divindades menores que caminham pelo plano material não entende seu poder  aqui.
A cidade é basicamente politeísta, e  tem poucos interesse na cidade, e o Arqueletor, Lider da comissão legislativa de Plague-Mort, não se importa com novos santuários surgindo, contanto que os padres locais se submetam à sua autoridade e desviam uma grande parte de seus dízimos para seus cofres.

Um pântano urbano inflamado, Plague-Mort é uma extensa fossa envelhecida com perigo e traição, onde um único erro é julgado com morte sumaria.

Aproximadamente 50.000  Demônios e cria de demônios constituem a maior parte da população da cidade, mas um número considerável de membros das raças mortais também moram em Plague-Mort. 

Governo

Um demônio com o título de Arquietor (regente) governa em uma grande residência de torres douradas no centro da cidade.

Plague-Mort não tem prisão ou tribunais. Os Hounds (algozes demônios), constituem uma milícia de brutos demoníacos, que garante a ordem, atuando como juiz, júri e carrasco. Qualquer pessoa que esteja causando problemas é desmembrada no local, e uma trilha de cadáveres se alinha no caminho de patrulha em cada dia.

Pousadas e tabernas administradas por mortais condenados a viver suas vidas em PlagueMort, o Olho do Dragão, oGolden Griffon, e o Bell and Whistle são razoavelmente lugares de descanso seguros para forasteiros e aventureiros.

Suprimentos

As melhores lojas e barracas estão em Merchant’s Row. Armas de alta qualidade podem ser adquiridas a preços razoáveis . O proprietário do Poisoner’s Phial é um talentoso boticário, embora seus preços sejam exorbitantes, pois não possuem uma saídas de venda de venenos, já que os nativos dali são imune a todos os tipos de veneno, então ele só trabalha sob encomenda.  O Magos visitantes que possuem domínio a construção de itens mágicos, são muito respeitado,  e frequentemente levados ao Arquietor para receberem as boas vindas. 

Plague-Mort é um dos poucos lugares no Abismo onde a reverência aberta às divindades astrais é tolerada. Porém divindades menores que caminham pelo plano material não entende seu poder  aqui.
A cidade é basicamente politeísta, e  tem poucos interesse na cidade, e o Arqueletor, Lider da comissão legislativa de Plague-Mort, não se importa com novos santuários surgindo, contanto que os padres locais se submetam à sua autoridade e desviam uma grande parte de seus dízimos para seus cofres.

A organização local foi instaurada a anos, no intuito de evoluir a população, por tanto a legislação daqui se baseia na seleção natural, tornando Plague-Mort (praga e morte) a sociedade mais civilizadamente hostil do abismo, esse foi um projeto politico pensado por Socryzzelem, um renomado escritor no abismo, sua obra mais famosa é o Compendium da arte da guerra. Onde ele prevê que até o momento do grande "eclipse" (que está preste a acontecer), a sociedade somente com ajuda do povo mortal oriundo de outros planos se desenvolveria o suficiente  para conseguir vencer a 3ª guerra de sangue...

Socryzzlem foi um dos maiores lideres do abismo, e o orientador Demonomicon de Iggwilv (A Rainha bruxa)...
Reações: 
Discussão 7378386165759075105

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

Translate

Publicidade

Curta nossa página

Top 10 da semana

Posts sorteados

Arquivos do Help RPG