Carregando...

O mundo de Zera

O mundo de Zera é um cenário básico alternativo pós Arton criado por Maickon Rangel. O cenário foi usado para uma campanha de D&D 3.5. Alguns personagens desta campanha foram postados aqui no blog.

O mundo de Zera

Zera é um cenário alternativo onde onde os demônios dominaram o mundo. As raças que um dia dominaram o mundo hoje vivem escondidos em locais isolados ou dentro de cidades subterrâneas. Totalmente divididos as raças restantes tentam de alguma forma unir forças e estratégias para um dia conseguirem tomar de volta a sua terra querida.

O antigo mundo que habitava vida em abundância para as raças principais era o antigo mundo de Arton. A centenas de eras atrás uma força fora de controle chamada tormenta estava pondo em risco a prosperidade do mundo de Arton.

Diante disso as autoridades mais poderosas do mundo conseguiram contactar com uma raça de demônios muito poderosa de um universo exterior. A raça se propôs a ajudar a fim de explorar o novo mundo conhecido. Os grandes reinos de Arton receberam a ajuda destes demônios e juntos foram capazes de derrotarem a tormenta e assim trazendo a suposta salvação para o mundo de Arton novamente.

Entretanto, uma vez que os demônios tiveram grande participação no sucesso da batalha, eles se decretaram também donos deste novo mundo conhecido. As raças predominantes do mundo de Arton cederam as exigências dos demônios e desde então uma nova raça de demônios muito poderosa passou a fazer parte do mundo de Arton. Novos reinos se ergueram, novas cidades, novas culturas, novos problemas e muito mais. Gerações e gerações se passaram e a relação entre estes demônios e as demais raças (humanos, elfos, orcs e anões) começaram a se tornar insuportáveis. Certos acordos começaram a quebrar, conflitos começaram a surgir e o mundo de Arton começou a viver novamentes momentos de problema em seu mundo.

Diante de tanta insatisfação, os humanos incitaram um investida para tentar erradicar ou diminuir as forças das nações demoníacas. Para eles se os demônios tivessem pouca força no mundo de Arton, sua influência seria pequena e eles poderem tomar o controle de sua terra como era antes. Desta forma os humanos convenceram aos elfos, orcs, anões e outras raças em sua minoria a investirem num plano contra os demônios.

O plano almejado pelos humanos acabou não dando certo. Pois sua força de combate não era superior aos demônios. Eles facilmente se enganaram ao pensarem que seriam capazes de derrotá-los.

Movidos pela fúria de ódio demoníaco, os 4 lords demônios que comandam sua própria raça decretaram a execução de cada humano, anão, elfo e orc no mundo de Arton. Pouco a pouco com o passar das eras, centenas de milhares de habitantes do mundo de Arton pereceram nas mãos dos demônios. A chacina foi tão forte que mais de 80% da antiga população Artoniana foi exterminada, os poucos que sobreviveram tiveram de se recolher em lugares isolados e escondidos para que pudessem prosperar suas próximas gerações.

Milênios se passaram e o mundo de Arton mudou. A antiga tormenta não existe mais, mas a nova tormenta se chama “demônios”. Isso é o que cada sobrevivente do novo mundo conhecido como Zera conhece.
O que seus antepassados dizem é que o mundo um dia foi um lugar calmo e belo onde as pessoas podiam viver livres e feliz. Mas que essa liberdade foi ceifadas pela chegada dos demônios.
Lendas contam que um homem louco foi capaz de preconizar tal acontecimento dizendo a forma e o dia em que isso aconteceria mas ninguém nunca deu a mínima para o que ele dizia. Aos poucos que se lembram é que o mesmo homem também repetia que para este todo mal haveria uma solução. Solução que ficaria escondida no próprio mundo em ruínas antigas. Segundo ele, os próprios deuses o colocariam no mundo como forma de testar a vontade humana e a das outras raças. Segundo ele, os deuses jamais se intrometeram nisso deixando toda a responsabilidade nas mãos dos mortais.

Com o passar das eras, grande parte da cultura de culto a deuses acabou. Existem nações escondidas que não sabem nem sequer mencionar o nome de um único deus antigo. A única fé que os acompanham é a esperança de um dia a resposta ser encontradas em ruínas antigas conforma a lenda diz.

Por incrível que pareça as pessoas se apegaram fortemente a esta fé e acreditam nela com todas as forças em sua maioria.

Enquanto isso a comunidade demoníaca cresceu e solidificou a sua presença naquele mudo. Reinos foram erguidos e diversas raças mistas de demônios surgiram com o passar das eras.

Hoje em dia as cidades demoníacas se assemelham com a antiga Arton, reinos, lugares, comércios e tudo que se encontra dentro de uma comunidade inteligente se encontra no mundo dos demônios. Eles se organizam por hierarquia e esta hierarquia é o que rege a forma como eles vivem.

As hierarquias predominante são:

LORD
Um Lord é o poder máximo que um demônio pode chegar. Normalmente os demônios que estão neste nível hierárquico são aqueles que já nasceram superiores aos demais em muitos aspectos. Além disso sua longevidade é próximo do infinito, eles vivem por longas e longas eras e por conta disso conseguem manipular toda a forma de persuasão e controle com argumentos fortes e convincentes.
GENERAL
Os generais são como braço direito do Lord. Ele é quem comanda as hierarquias abaixo sob os comandos do seu lord. Todas as estratégias, planos e desejos do lord são executados pelo seu general quando preciso. Normalmente um general é alguém de grande destaque dentro da comunidade demoníaca. Eles também são responsáveis por comandarem cidades.

CORRUPTOR
Um corruptor é uma espécie de caçador espião que executa tarefas minuciosamente planejadas. Eles fazem parte de um serviço de inteligência da comunidade. São eles que detectam anormalidades dentro de seus domínios como forasteiros fortes ou com qualquer capacidade que chame a atenção dos demônios de hierarquia superior. Eles sempre andam pelas ruas de olhos bem abertos a fim de encontrar alguma anormalidade. Eles também são responsáveis por detectar espiões das raças inferiores infiltrados nas comunidades demoníacas.

TORTURADOR
Um torturador como o próprio nome diz se trata de um demônios com criatividade maligna, isso mesmo! criatividade maligna. São eles que arrancam respostas de espiões de raças inferiores ou de inimigos. São altamente especializados em tortura, eles sabem exatamente como fazer você temer pela a sua vida.

SOLDADO
Um soldado é o segundo degrau dentro da hierarquia dos demônios. Abaixo do torturador, o soldado serve apenas para executar tarefas como segurança, ordem local (poucas comunidades fazem isso), tropa para guerras e missões de reconhecimento ou coisas mais simples.
LACAIO
Lacaio são pessoas mundanas, entenda como plebeus no mundo dos humanos. São demônios sem capacidade de combate. Vivem apenas de suas profissões mundanas e não tem poder para defender o reino em termos de combate de tropas. Mas são altamente necessários para gerar riqueza por mão de obra de trabalhos como produção de comida, casa, coisas de lazer e etc.

ESCRAVO
Como hierarquia mais rasa dentro da comunidade dos demônios, um escravo é alguém que não tem direito a nada. Ele simplesmente executa as vontades de seu dono para poder viver. Normalmente as raças inferiores são escravos, mas também existem casos em que os próprios demônios de reinos inimigos acabam se tornando escravos quando capturados.

Religião
Os demônios não cultuam nenhuma religião. Apesar de serem demônios, eles não são seres de puro caos e destruição. São pessoas racionais como as raças inferiores e por conta disso se mantém como uma sociedade forte e firme.

Comportamento
Atualmente existem três reinos comandados pelos lords demônios. Quando eles conquistaram o mundo de Arton eles decidiram se separar e dominar terras. A medida em que o tempo passava seus territórios se expandiam e diante desta expansão começou a haver conflitos entre as terras vizinhas. Apesar de haver territórios bem demarcados nos dias de hoje, ainda assim é comum algumas guerras traçadas pelos lords por cota de poder territorial.

Normalmente cada cidade tem suas regras regidas por um general e estas regras são leis na qual uma única infração é punida com a morte. Desta forma existe um infinidade de variação de leis locais para os seus moradores.

Em alguns lugares um forasteiro pode brigar, em outro uma briga gera punição. Em outro lugar é permitido raças inferiores mas em outro não e assim por diante.

Mas em grande maioria nas cidades, as pessoas não se importam uma com as outras. É ligeiramente difícil alguém ajudar outro caído ou dar proteção a um desconhecido. Normalmente cada um segue a sua sem se importar com o outro.

Missões
Quando forasteiros entram numa cidade eles se deparam as vezes com problemas. Por saber que são forasteiros as pessoas reagem com antipatia e ignorância. Mas se você provar ser forte provavelmente poderá ter a chance de trabalhar em alguma missão como um simples soldado. Apenas quando o forasteiro é extremamente poderoso e acima da média com relação aos demônios de alta hierarquia, ele poderão ser convocados para missões superiores ou até secretas.

Os Lords
Como dito no início, existiam quatro lords no começo. Entretanto um deles chamado Beziel decidiu trair os demais lords tentando tomar para si todo o controle. Dos quatro lords ele foi o único que não aprovou a decisão de chacina contra as raças inferiores. Para ele elas deveriam ser aproveitadas e por conta disso valeria a pena manter nem que fosse a falsa ilusão de que tudo estivesse bem. Beziel acredita que quantidade conta forças maiores do que unicidade. De nada vale a penas dizimar raças que de alguma forma vão servir de uso para eles. Em sua visão é como desperdiçar alimentos.

Sua visão diferenciada o fez tomar a decisão de tomar o controle de todo o poder para ele. Seu plano falhou e como punição foi fadado ao esquecimento, sua alma foi dividida em três partes e isoladas em locais desconhecidos até pelos próprios demônios lords. Pela punição, ele deveria vagar a eternidade preso dentro de um universo pequeno e paralelo perdido e isolado dentro de um templo abandonado num local desconhecido no mundo.

Portanto, desde então eras mais e mais eras se passaram sob a liderança de apenas três lordes.

Observações
Com o passar de centenas de gerações as raças de demônios que no início eram poucas. Começaram a se desmistificar com o passar dos anos. Novas sub raças mestiças começaram a surgir dando origem a centenas de centenas de raças mestiças variantes de demônios.
Hoje em dia a civilização demoníaca é composta de muitas raças derivadas dos demônios e algumas raças inferiores que são seus escravos.


Cidades

Zamura
Zamura é uma ilha rica em florestas e recursos naturais localizada no extremo norte do mundo de Zera.

A milênios atrás a terra foi invadida por demônios e desde então um longo conflito se estende durante inúmeras gerações no local. O grande motivo da não conquista pelos demônios foram o seu baixo contingente que se deslocou para um lugar tão isolado diante das outras civilizações no mundo. Atualmente as duas civilizações dominantes que são humanos e demônios lutam pela soberania da ilha. Durante o passar dos anos muitas das gerações se misturaram gerando assim raças mestiças que diante deste cenário de conflito decidiram se posicionar de uma maneira inusitada a todos.  

Toda esta relação de conflitos misturou as tradições e costumes das duas raças e isso resultou numa tradição similar a antiga mas com aspectos meio malignos.

Diferente das outras partes do mundo onde os humanos se escondem, em Zamura os humanos vivem sem medo de se esconder e os seus inimigos sabem que não será de uma hora para outra que eles vão conquistar aquelas terras. Por inúmeras gerações várias missões de pedido de ajuda por reforços foram perdidas ao longo do tempo. Simplesmente que era designado acabava por fugindo daquelas ou simplesmente morriam durante o seu caminho. Muitos das quais chegaram a ouvir o pedido de ajuda se recusaram a perder o seu tempo indo ajudar um pessoal que decidiu tomar conta de terras em ambientes totalmente isolados.

Um outro grande problema que surgiu em Zamura nas últimas gerações foi o nascimento de um grupo de mestiços liderados por um homem chamado Toyotomi Hideyoshi. Segundo ele a guerra é um atraso social e intelectual, inúmeras gerações perdidas por conta desta batalha que nunca acaba. Sua ideia que acabou tomando força era a união das raças para formar uma nova nação chamada Toyomura. Durante anos muitas pessoas entraram para a causa de Toyotomi e por conta disso o seu grupo ganhou muita força.

A força foi tanta que que os próprios demônios e humanos perceberam que estavam sendo ameaçados por este grupo. Afinal, a força dos exércitos de Toyotomi estava aniquilando qualquer um que não aderisse a sua causa. Por conta disso, para garantir a sua existência nas terras de Zamura, humanos e demônios entraram em trégua por acordo mútuo e desde então movem suas forças apenas contra os exércitos de Toyotomi.

Indignado com tamanha estupidez (Tipo, os caras praticamente se uniram para lutar contra um propósito de não se unir… meio louco isso rsrs) Toyotomi prometeu extinguir cada pessoa que demonstra um pingo de opinião contrária a sua.  

Desde então a guerra continua entre humanos e demônios contra meio-demônios.

Atualmente a cidade principal de Zamura é ocupada pelos meio-demônios que são liderados por Toyotomi, apesar do grupo em em sua maioria meio-demônios, qualquer um é aceito ao grupo desde que prove estar de acordo com a causa. A cidade está sob ataque constantemente e estes ataque vem da área norte onde se encontram os demônios e da área sul onde se encontram os humanos. Apesar de ainda estarem em conflitos, ambas as parte já sabem que suas chances são pequenas.


Reações: 
Aventuras 5852411243768450324

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

Curta nossa página

Publicidade

Top 10 da semana

Posts sorteados

Arquivos do Help RPG