Carregando...

Jogador sem noção - Estudo de caso

O texto abaixo é uma conjunto de regras que acabei tendo de escrever por causa de problemas com jogadores sem noção. Para você ter uma ideia, cada aventura era uma baita discussão por causa deste jogador e isso estava me estressando de uma maneira absurda. Apesar do sujeito tentar ser legal e paciente o suficiente para resolver os problemas. Tem hora que eu perco no teste de vontade e entro em fúria.



Lendo os tópicos você poderá perceber os problemas enfrentados e o perfil do jogador problemático.

Decidi postar estas diretrizes que havia escrito por causa do seu vocabulário. Não consigo reler isso sem rir. Além disso depois que apresentei este texto aos jogadores, acredito que o problema tenha sido resolvido já que o jogador problemático resolveu sair da aventura. Além disso um novo termo ofensivo entrou no nosso vocabulário após estas diretrizes. rsrs

Um último ponto importante a declarar é que apesar das indiretas bem claras ao jogador problemático, todos sabiam muito bem diferenciar discussão de jogo de RPG com outros tipos discussões. Ninguém parou de falar com ninguém e muito menos levou isso a sério. Hoje ao lembrarmos damos risada, bem, pelo menos eu. hahaha 

Bem vamos lá...

Diretrizes para a aventura

Diretrizes para a aventura é um conjunto de regras criado pelo mestre (MAICKON) a fim de deixar o jogo interessante, equilibrado e divertido para mim (MESTRE) e jogadores (MAIORIA).

Estipulei 10 diretrizes (REGRAS) para tentar evitar possíveis dores de cabeça porque está foda!

A medida que outros RPGs forem jogados, talvez algumas diretrizes podem ser modificadas. Para depois ninguém sair dizendo que não sabia sobre o que estava ou não estava valendo, eu resolvi criar estas diretrizes para deixar tudo claro e dar uma noção geral sobre as condições que vou impor no jogo.

Diretrizes

  1. Eu sou o mestre e minhas regras são LEI! desde que seja aprovada pela maioria dos jogadores mediante a conclusões lógicas e corretas. Do contrário, minha palavra como MESTRE  prevalece e ponto FINAL!
  2. Como mestre eu decido o que pode ou não pode ser usado na minha aventura. Se agradar a maioria, ótimo! haverá aventura. Do contrário provavelmente não haverá jogo. Repetindo… “Como mestre eu decido o que pode ou não pode ser usado na minha aventura  e FODA-SE! se eu não aceitar a opinião dos demais”
  3. O jogo se passa num cenário inventado por mim, logo por padrão não está sendo liberado nenhum recurso derivado de outro cenário salvo exceção concedida pelo mestre (Me).
  4. Entrar na aventura com personagem que violem tais regras anteriores e nem sequer ao menos me questionar como mestre para ver se pode haver uma possível exceção é uma PENALIDADE GRAVE!!! “PAU NO SEU CU!”
  5. Em alguns livros que oferecem regras alternativas, estas regras devem passar pela aprovação do mestre. Se o MESTRE permitir OK, do contrário PAU NO SEU CU!”. Comentários zoeiros a parte rsrs, o objetivo do jogo é criar personagens que sejam divertidos, mesmo que tenham um poder abaixo da média ou não, a ideia é se divertir e para isso os jogadores devem ter o MÍNIMO de noção na hora de criar uma ficha com relação a contexto de história/classe, história/classe de prestígio. Se você é um jogador que não tem essa noção, PAU NO SEU CU!  Voltando ao tema deste tópico 5, existem alguns livros que apresentam regras alternativas que normalmente em sua introdução já informa a seguinte mensagem:                            “...Just as no player actually casts all the new spells in the latest rulebook, and no DM actually uses all the new creatures in the latest manual of monstrosities, you shouldn’t feel any compulsion to use all these variants, even in a lifetime of gaming.  Instead, pick and choose the ones that feel right for your style of gaming, your players, and your campaign...”  Fonte: Unearthed Arcane página 4 (introdução)                                                                                                              Traduzindo…                                                                                                             Assim como nenhum jogador realmente lança todos os novos feitiços nas últimas regras do livro, e nenhum Mestre realmente usa todas as novas criaturas no mais atual livro dos monstros, você não deve sentir qualquer compulsão para usar todas essas variantes, mesmo em todo o tempo de vida do jogo.  Em vez disso, escolha alguma que se adapte bem para o seu estilo de jogo, seus jogadores e sua campanha. Resumindo… As regras alternativas estão aí aos baldes mas vai de uso de acordo com a vontade do mestre. Se o mestre julgar interessante e necessário e a maioria dos jogadores quererem, OK, aventura seja feita! Do contrário se houver divergência entre mestre e jogadores, provavelmente não haverá jogo.                                              Então se algum JOGADOR tem a mania terrível de usar suplementos com regras alternativas e impor em sua ficha sem autorização do MESTRE (MAICKON), cara! PUTA QUE PARIU! Para de ser RETARDADO! é evidente que haverá problemas tanto com o mestre quanto aos demais jogadores que provavelmente ficarão revoltados com isso. Será bem mais simples o jogador tentar convencer ao mestre a liberar tal recurso e tentar entrar em acordo até com o grupo para evitar problemas e todo mundo ficar de boa. Lembre-se que o objetivo do jogo é se divertir e não NÚMEROS E COMBOS PERFEITOS, do contrário estude matemática ou VÁ DÁ O SEU CU ao invés de jogar RPG.
  6. Nesta aventura os personagens começam no nível 5 com 0 Xp.
  7. Não é permitido usar raças com ajuste de nível, foda-se se é ajuste positivo ou negativo. As raças disponíveis são as do livro base do jogador 3.5
  8. As classes disponíveis são as classes básicas do livro do jogador 3.5
  9. Se o jogador pretende usar alguma classe de prestígio, por favor comente com o mestre antes.
  10. Classes básica/Prestígio desconexas com história ou pega claramente para benefícios de COMBO para montar um personagem próximo da perfeição é uma PENALIDADE GRAVE!!! PAU NO SEU CU!  Se você almeja um personagem FODA, faça o mínimo de esforço para criar uma história foda congruente com todos os COMBOS. Isso ficaria super maneiro e o personagem teria mais moral com os próprios jogadores.

Bem, espero ter conseguido cobrir os possíveis maiores problemas que infelizmente podem acontecer por conta de jogadores SEM NOÇÃO.

Só para lembrar a minha palavra de mestre é a palavra final desde que eu fale algo consistente com lógica e passível de entendimento por ponto de vista.

Observação final, os palavrões foram para enfatizar tamanha falta de noção.

Fui!
----

Conclusões a serem tiradas

É bem evidente perceber a minha raiva e intolerância aos problemas. A dica que deixo é a seguinte: Quando estiver com problemas que estão sendo super difíceis para serem resolvidos, como última cartada na manga crie um conjunto de diretrizes com um vocabulário mais agradável que o meu (Claro! rsrs) e apresente aos jogadores. As diretrizes são meio que uma forma de deixar registrado as regras a serem seguidas e não num boca a boca.

Se o problema continuar a persistir infelizmente você terá que pedir para que o jogador problemático se ausente das aventuras. 

Bem, fica aí mais um exemplo de situação que um mestre pode enfrentar. Meu objetivo é que você reflita sobre isso tanto na posição de mestre como também de jogador.
Reações: 
Discussão 1771893526313393921

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

Curta nossa página

Publicidade

Top 10 da semana

Posts sorteados

Arquivos do Help RPG

Help RPG Feed